Curta nossa página no facebook!
out
8

Experiência profissional no currículo

cv1_empregovirtualQuando se trata de currículo, uma das primeiras coisas que vem à mente é a experiência profissional. Para quem já trabalhou na vida, a experiência é o “coração” do currículo. Ali é que demonstramos o que realmente sabemos fazer. Na análise de um currículo, a definição do objetivo e a explicação da trajetória profissional são dois quesitos que contam muitos pontos para o recrutador. Portanto, deve-se prestar extrema atenção para escrever dentro da norma padrão da língua portuguesa (sem erros de português) e disponibilizar as informações de maneira correta.

Como inserir no currículo

As experiências devem ser destacadas em ordem cronológica, ou seja, da mais recente para a mais antiga. Como é recomendado que um currículo não tenha duas páginas, nem sempre há espaço para descrever todas as atividades, certo? Nesse caso, opte pelas experiências profissionais que são mais importantes para o cargo disputado, não ultrapassando cinco experiências anteriores!

Seja objetivo

Digite o nome da empresa e o período (mês e o ano) em que permaneceu na empresa e o último cargo. Se você foi promovido, pode optar por colocar os cargos exercidos, mas sempre do último cargo para o primeiro ou somente o último cargo.

Depois destas informações iniciais, descreva em tópicos ou em um parágrafo as tarefas exercidas na empresa. Procure focar nas mais importantes primeiro e procure ficar na média de 2 a 4 linhas por parágrafo. Alguns candidatos optam por escrever resumidamente em tópicos, mas isso vai de cada um. As 2 maneiras estão corretas.

Cargos

Em alguns casos, o nome do cargo que consta na Carteira detTrabalho é diferente da atividade que foi exercida. Nesses casos, é possível colocar no currículo o nome que for salario_ev1mais atrativo para o mercado de trabalho e durante a entrevista explicar o motivo das diferenças. Lembre-se aqui da educação que recebemos em casa: sempre dizer a verdade, pois mentira tem perna curta.

$alário!

Não é preciso dizer qual era a remuneração em cada experiência profissional. Deixe esse assunto para a entrevista. Não se esqueça de que ninguém contrata pessoas que só querem dinheiro e que não quererem trabalhar!

Primeiro emprego

Para os mais jovens, uma maneira de “driblar” a ausência de experiências é destacar participação em cursos, palestras e afins. Nesse caso, experiências menos formais também contam, como por exemplo trabalho em família, trabalho voluntário ou envolvimento em atividades acadêmicas, como empresas juniores ou associações atléticas.

Exemplos

experiencia_cv1

experiencia_cv2

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Rodrigo Fontes é analista de RH junior, administrador e fundador do blog Emprego Virtual. Desde dezembro de 2008 no ar.

5 comentários em “Experiência profissional no currículo”

  • 1
    Laila Cristina Mady 25/02/2013 às 10:59

    Uma coisa gritante e que nunca ninguém pensou em postar:

    1- Se uma pessoa tem poucas experiências profissionais por uma razão mas tem muitaq vontade de trabalhar e teve motivo:doença.Assédio moral em um lugar onde era concurasada e só perdeu tempo entre vários outros motivos e quer explicar o porque
    MAS O RECRUTADOR NÃO SABE E JÁ DESCARTA O CURRÍCULO

    2- A pessoa tem que tem” idade”(acima dos 40 anos) e que não tem filhos,não está exigindo um salário alto,é solteira etc
    TAMBÉM É DESCARTADA LOGO,principalmente em certas áreas onde a oferta é bem menor que a procura(área da Saúde).
    nota: SÓ NO BRASI QUE EXISTE ESTE DIFERENCIAL.

    • 1.1
      Rodrigo Fontes 26/02/2013 às 09:37

      Laila,

      Infelizmente no nosso país existem ainda muitos recrutadores que misturam impressões pessoais com profissionais, assim como também chefes, líderes e gestores de recrutadores que comentem esses erros ou ainda piores.

      Algumas questões que você levantou devem ser sim levadas em consideração no momento de um recrutamento ou seleção, porém de forma profissional. Tudo deve ser ponderado no momento de contratar e quase tudo pode ser contornado.

      Entretanto, com o número de maus candidatos que temos, infelizmente se torna cada vez mais normal que as coisas se tornem difíceis no momento de contratar alguém.

  • 2
    Julio 12/03/2013 às 10:14

    Muito bom! Me ajudo demais!

  • 3
    Crislayne 01/07/2014 às 14:30

    Muito Bacana Rodrigo! me ajudou bastante na elaboração do meu currículo…
    Eu já ia colocando umas 8 experiencias kkkkkkkkkkkkkkkkkkk ainda bem que li esse artigo antes!

    • 3.1
      Rodrigo Fontes 02/07/2014 às 08:33

      Fico feliz por você, Crislayne! Volte sempre e espalhe o blog para seus amigos!

Postar comentário

Redes sociais

facebooktwitterlinkedinrss
Depoimentos dos leitores Parceiros do Emprego Virtual Depoimentos dos leitores
Receba as atualizações por e-mail:

Facebook

Mais comentados

Categorias

Editoras parceiras

Dicas

Não use gírias e cuidado com os erros de português. A entrevista deve ser considerada uma conversa formal.

Arquivo



editora_gente
© 2012 Emprego Virtual - Política de privacidade - Mapa do blog - Contato